Oportunidade de emprego para Biólogo com carro próprio e residente na zona de Silves

A firma D.OFFICE  está a recrutar Biólogos para actuar na zona de Silves em Educação Ambiental e em representação do Oceanário de Lisboa.

Perfil:

  • Licenciatura e/ou Mestrado em Biologia, Biologia Marinha, ou semelhante.
  • Disponibilidade imediata e total a partir de dia 15 de Outubro (factor eliminatório)
  • Residência na zona de Silves (factor eliminatório)
  • Boa capacidade de comunicação (muito importante)
  • Boa apresentação
  • Boa capacidade de trabalho
  • Carta e veículo próprio (factor eliminatório)

Condições:

Regime de prestação de serviços
Horário flexível
Duração até Dezembro de 2019
Possibilidade de renovação para o ano de 2020

Devem enviar CV para  mgsilva@d-office.org

 

Novas Datas – Ecologia Estado da Arte no Século XXI

O Centro de Formação de Professores da Ordem dos Biólogos (CFObio) informa os docentes interessados que o curso “Ecologia Estado da Arte no Século XXI” tem novas datas.

Decorrerá na Escola Secundária Cacilhas/Tejo, nos dias 11, 12, 18 e 19 de Janeiro de 2019, e mais abaixo tem os acessos ao programa e às inscrições.

Programa aqui
Inscrições aqui

Conferência do Seminário do Mar – “O Estuário do Tejo: 20 Anos Depois”

A Secção de Geografia dos Oceanos da Sociedade de Geografia de Lisboa, o Centro de Estudos Estratégicos do Atlântico e o MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (FCUL) organizam, no auditório Adriano Moreira, uma conferência subordinada ao tema “O Estuário do Tejo: 20 Anos Depois”, cujo orador será o Professor Doutor José Lino Costa. O evento terá lugar a 29 de Outubro de 2018 pelas 17 horas na Sala Algarve da SGL.

Para mais informações aceda ao programa aqui.

STOP Infecção Hospitalar! Um desafio Gulbenkian

A Fundação Calouste Gulbenkian vai realizar a conferência «STOP Infecção Hospitalar! Um desafio Gulbenkian», que irá no dia 7 de Maio de 2018, no Auditório 2 da Fundação, a partir das 10h30. O “Desafio Gulbenkian STOP Infecção Hospitalar!” propôs-se alcançar, em instituições de saúde portuguesas, uma diminuição em 50% na incidência das infecções adquiridas em meio hospitalar num período de 3 anos (2015-2018). Neste evento, vão ser apresentados os resultados finais deste Desafio Gulbenkian.
A entrada é livre mas com inscrição obrigatória

Para mais informações aceda ao site aqui.