Mensagem de Natal

“Prendas no sapatinho” dos Biólogos Portugueses

A época natalícia propicia a avaliação e o balanço do trabalho realizado, mas também das expectativas para o novo ano que se avizinha.

Assim, é o momento mais oportuno para darmos conta de algum do trabalho que tem sido desenvolvido, e acima de tudo para reivindicarmos algumas das medidas pelas quais nos temos vindo a bater na dignificação e reconhecimento da profissão.

Na área da Saúde, cansados de esperar pela revisão da Carreira de Técnicos Superiores de Saúde, estagnada e dia-a-dia mais esvaziada de especialidades, os Biólogos especialistas em Biologia Humana e Saúde decidiram reivindicar a criação de uma carreira própria, que agregue os profissionais da área da Biologia a trabalhar nesta área – a carreira de Biólogo Clínico.

Foi já dado conhecimento desta exigência às entidades que tutelam a Saúde, e esperamos em 2022 contar com o apoio de todos Vós neste desiderato.

A dignificação da carreira, bem como a dignificação e reconhecimento dos nossos colegas que exercem funções na área técnica e científica nas diversas instituições ligadas à saúde, publicas e privadas – hospitais, centros de reprodução humana, laboratórios de análises clínicas, laboratórios de genética humana, centros de investigação, etc. – a par dos utentes e todos os cidadãos que dependem dos seus serviços, merecem o empenho de todos nós.

Na esfera ambiental, em 2022 iremos continuar a pugnar pela valorização dos Recursos Naturais e da Biodiversidade, como o único caminho para atingir os objetivos do desenvolvimento sustentável, das metas da descarbonização e do combate às alterações climáticas. Quem considera que o Clima é, por si só e em si mesmo, o desiderato da luta ambiental dos próximos anos, está verdadeira e irreparavelmente equivocado. Num país com as potencialidades e o capital natural como o que Portugal possui, não ter uma estratégia e uma visão de futuro que integre a conservação e a biodiversidade, é hipotecar o futuro de todos.

A Ordem dos Biólogos reclama, de há muito, uma Lei do Património Natural, que vincule e uniformize as políticas públicas (e os privados) nesta matéria, que coloque os recursos naturais, as áreas protegidas e classificadas e a biodiversidade no centro da agenda política e mediática. Que aproveite e potencie “este desígnio” nacional e trave a destruição de habitats e a perda de biodiversidade, no meio terrestre e marinho.

Também no domínio da educação iremos pugnar para que 2022 reabra a discussão sobre os curricula e os conteúdos programáticos. O Ensino da Biologia estagnou em Portugal, e deixou de acompanhar a evolução e o conhecimento científico nos mais variados domínios.

E assim, vai já longa a lista de prendas no sapatinho…

Mas a maior prenda de toda, nesta quadra, deverá ser mesmo PAZ e SAÙDE no sapato de cada um de vós!

O Conselho Diretivo da Ordem dos Biólogos

Olimpíadas Nacionais das Reservas da Biosfera

As Olimpíadas Nacionais das Reservas da Biosfera estão a arrancar!
Destinadas a alunos do 8.º e do 10.º ao 12.º ano, estas Olimpíadas pretendem dar a conhecer as Reservas da Biosfera portuguesas e a promoção do desenvolvimento sustentável nestes territórios.
Nas Reservas da Biosfera promove-se a conciliação entre a conservação da natureza, a preservação das tradições socioculturais das suas comunidades e, neste quadro, a utilização consciente dos recursos tendo em vista a prosperidade económica e o bem-estar das populações.
As ONRB têm 2 eliminatórias e a equipa vencedora vai conhecer uma Reserva da Biosfera!

Para mais informações aceda ao site aqui.

Maria Amélia Martins-Loução distinguida com o Grande Prémio Ciência Viva 2021

A bióloga Maria Amélia Martins-Loução foi distinguida com o Grande Prémio Ciência Viva 2021. De acordo com o comunicado da Ciência Viva, esta distinção deveu-se à “sua ação notável na promoção da cultura científica enquanto professora, bióloga e divulgadora na área da Ecologia”.
Membro da Ordem dos Biólogos, onde exerceu o cargo de presidente da Mesa da Assembleia Geral de 2014 a 2021, é Presidente da Sociedade Portuguesa de Ecologia, Professora Catedrática Jubilada da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, e Investigadora do cE3c – Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Globais, tem-se destacado pela sua participação pública, nomeadamente através da escrita regular de artigos de opinião sobre as ameaças à biodiversidade. Ao nível da investigação, o papel do azoto no funcionamento dos ecossistemas e a sua relação com a biodiversidade têm sido temas recorrentes, abrangendo o ciclo do azoto na interação solo-plantas-atmosfera.
A cerimónia de entrega da distinção ocorrerá no dia 24 de novembro, Dia Nacional da Cultura Científica, às 16h, no Auditório José Mariano Gago no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa. A cerimónia será transmitida online através da página da Ciência Viva.

Saiba mais aqui.

Projecto ‘Segue a Tua Natureza’

A Associação Portuguesa de Turismo em Espaços Rurais e Naturais (APTERN) em associação com o Colégio de Ambiente da Ordem dos Biólogos, com a Cooperativa de Incubação de Iniciativas de Economia Solidária (Kairós) e com o Município de São Roque do Pico (Açores) está a organizar o concurso “Segue A Tua Natureza”, financiado pelo Fundo Ambiental. O objetivo principal deste evento consiste em “contribuir para a valorização dos ativos naturais da Terra e dos serviços dos ecossistemas que tornam possível a vida humana”, tal como referido pelos seus promotores.

Pode consultar a nota de imprensa aqui.

Olimpíadas Nacionais das Reservas da Biosfera

A Ordem dos Biólogos está a organizar as Olimpíadas Nacionais das Reservas da Biosfera (ONRB) cujo objetivo essencial é a promoção do conhecimento e a divulgação deste património ímpar do nosso território.
Estas Olimpíadas estão integradas no projeto mais amplo “Reservas da Biosfera: territórios sustentáveis, comunidades resilientes”, que visa valorizar o capital natural das Reservas da Biosfera, envolvendo as comunidades na identificação de prioridades, em seu benefício e da sustentabilidade dos territórios.
Todas as escolas nacionais poderão participar no evento. Essa participação é feita obrigatoriamente POR EQUIPAS constituídas por 2 a 4 alunos. Os participantes da mesma equipa podem pertencer a turmas e a anos diferentes (dentro do universo do 10º ao 12º ano).

Inscrições das escolas até 20 de dezembro de 2021

Para mais informações aceda ao site aqui.

Preservação do capital natural: Preservar a biodiversidade

O Jornal de Negócios lança, pelo segundo ano consecutivo, um ciclo de talks sobre Sustentabilidade. No dia 23 de Setembro foi debatida a Preservação do Capital Natural: Preservar a Biodiversidade cujo painel contou com a presença da Bastonária da Ordem dos Biólogos Maria de Jesus Fernandes.
Pode consultar o suplemento editorial com o enquadramento do tema e conclusões do debate aqui.

Portugal participou nas Olimpíadas Ibero-americanas de Biologia e surpreendeu!

 

As Olimpíadas decorreram on-line sob a organização da Costa Rica, entre os dias 6 e 10 de setembro. Os participantes portugueses voltaram a demostrar a sua elevada qualidade académica. O seu sorriso, a sua humildade, o seu espírito de equipa e entreajuda permitiu-lhes ultrapassar barreiras e chegar à meta.
A nossa delegação, que integrou quatro estudantes, subiu repetidamente ao pódio nesta sexta-feira, para receber uma medalha de prata e duas medalhas de bronze. Foram três os medalhados, mas quatro os vencedores.

 Medalhas de Bronze:

Cláudia Mateus (Colégio Militar).

Daniel Candal (Escola Secundária da Mealhada).

Medalha de Prata:

David Freiria (Escola Secundária de Santa Maria Maior).

Parabéns Cláudia Mateus, Daniel Candal, David Freiria e Patrícia Azevedo

Consulte aqui a Nota de Imprensa.