Livro e jogo digitais para aprender sobre coronavírus de forma acessível e lúdica

O CE3C lançou em formato digital e gratuito, o livro “Coronavírus dos animais e do Homem” e o jogo de tabuleiro “Beat Corona”, dirigidos a professores e estudantes a partir do ensino básico e a todos os interessados pelo tema.

O objectivo é sensibilizar e fomentar a aprendizagem sobre a biologia dos coronavírus do ser humano e dos animais de uma forma acessível e lúdica.

Leia mais  AQUI

Para aceder ao livro e ao jogo, clique na imagem|

Versão digital da Lista Vermelha da Flora Vascular de Portugal Continental

Já está disponível a versão digital da publicação Lista Vermelha da Flora Vascular de Portugal Continental para consulta e descarregamento em formato PDF. Esta publicação contém a síntese das fichas de avaliação do risco de extinção das 381 espécies que se encontram actualmente ameaçadas de extinção e das 19 espécies extintas em Portugal continental. Pode fazer o descarregamento do ficheiro aqui.

Inquérito “Biomonitorização Humana na Europa

A Iniciativa Europeia de Biomonitorização Humana é um esforço conjunto de 30 países (incluindo Portugal), da Agência Europeia do Ambiente e da Comissão Europeia e está a lançar um inquérito para conhecer a opinião dos cidadãos da União Europeia sobre o tema.
O inquérito é coordenado pela Agência Europeia do Ambiente e em Portugal será distribuído pela Fundação para a Ciência e Tecnologia e pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge. O evento decorre até 31 de Dezembro de 2020.

Pode obter mais informações aqui.

Campanha “Não Espere, Defenda a Sua Vida”

O Conselho Estratégico Nacional da Saúde da CIP apresentou uma campanha na qual convida a sociedade a refletir sobre a atenção que dedicamos à Saúde em tempo de pandemia. A campanha digital “Não Espere. Defenda a sua Vida” sensibiliza a população para a importância de, em caso de doença, procurar sempre aconselhamento e ajuda junto dos serviços e dos profissionais de saúde.

Mais informações aqui

Colóquio “Paisagem em Movimento”

No próximo dia 23 de Outubro a MONTIS, Organização Não Governamental de Ambiente, vai realizar um colóquio sobre reconversão de eucaliptais e gestão da paisagem, no âmbito da campanha de crowdfunding que vai realizar sob o tema “Do Eucaliptal até à Mata”.
O tema escolhido para o colóquio é Paisagem em Movimento, e tem como objectivo divulgar a importância da gestão da paisagem em prol da biodiversidade.

Para mais informações aceda ao site aqui.

Nobel da Química

Emmanuelle Charpentier e Jennifer A. Doudna foram galardoadas com o prémio Nobel da Química de 2020, pelo seu trabalho de desenvolvimento de uma ferramenta para a edição do genoma de um ser vivo, a CRISPR/Cas9.

CRISPR é um acrónimo para “repetições palindrómicas curtas agrupadas e regularmente interespaçadas” de nucleótidos, uma característica  existente no ADN que possibilitou a criação de uma ferramenta (CRISPR/Cas9) muito simples e poderosa para alterar o ADN de um ser vivo.

Leia aqui o press-release do “the Nobel Prize”.

Emmanuelle Charpentier, Bióloga, nasceu a 11 de Dezembro de 1968, em França, e estudou Bioquímica, Genética e Microbiologia na Universidade Pierre e Marie Curie, hoje a faculdade de ciências da Universidade de Sorbonne.
O seu trabalho desenvolve-se presentemente no no Instituto Marx Planck, em Berlim, na Alemanha.

Jennifer A. Doudna é Bióloga e nasceu a 19 de Fevereiro de 1964, em Washington. Formou-se na Pomona College em 1985 e doutorou-se na Harvard Medical School em 1989, sendo actualmente professora-presidente do Li Ka Shing Chanceler no Departamento de Química e no Departamento de Biologia Molecular e Celular da Universidade da Califórnia, Berkeley.

Nobel da Fisiologia/Medicina

Dois Biólogos e um médico foram anunciados como os vencedores do Nobel de medicina ou fisiologia, pelo trabalho que conduziu à descoberta do vírus da hepatite C, há 31 anos!
O vírus foi descoberto em 1989 graças a técnicas de biologia molecular. Como este vírus nunca foi conclusivamente observado ao microscópio electrónico, o conhecimento da sua existência baseia-se na clonagem do seu material genético. (Leia mais aqui sobre a descoberta do vírus)

Harvey J. Alter

Médico, nasceu em 1935 em Nova Iorque. Licenciou-se em Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade de Rochester e em medicina interna no Memorial Hospital e nos Hospitais Universitários de Seattle.
Em 1961, ingressou nos Institutos Nacionais de Saúde (NIH) como associado clínico. Passou vários anos na Universidade de Georgetown antes de regressar ao NIH em 1969 para trabalhar no Departamento de Medicina Transfusioni do Centro Clínico como investigador sénior.

Michael Houghton

Biólogo, nasceu em 1949 no Reino Unido. Doutorou-se em 1977 pelo King’s College London. Ingressou na G.D. Searle & Company antes de se mudar para a Chiron Corporation, Emeryville, Califórnia, em 1982. Mudou-se para a Universidade de Alberta em 2010 e é actualmente presidente de investigação de excelência do Canadá, em Virologia, e professor de Virologia Li Ka Shing na Universidade de Alberta, onde é também Director do Instituto de Virologia Aplicada Li Ka Shing.

Charles M. Rice

Biólogo, nasceu em 1952 em Sacramento. Doutorou-se em 1981 pelo Instituto de Tecnologia da Califórnia, onde também trabalhou como pós-doutorado entre 1981 e 1985. Fundou o seu grupo de investigação na Washington University School of Medicine, St Louis em 1986 e tornou-se professor catedrático em 1995. Desde 2001 é professor na Universidade Rockefeller, Nova Iorque. Entre 2001 e 2018 foi Director Científico e Executivo, Centro de Estudos da Hepatite C na Universidade Rockefeller, onde permanece no activo.