Exposição “Reis da Europa Selvagem – os nossos últimos grandes carnívoros”

Venha conhecer o Lobo a partir de dia 2 de março na exposição “Reis da Europa Selvagem – os nossos últimos grandes carnívoros”, no Museu Nacional de História Natural e da Ciência.

Sabia que o lobo é muito mais familiar do que imaginamos?
Muitos de nós temos descendentes seus em nossas casas: os cães.

A domesticação decorreu ao longo de milhares de anos, culminando, após a selecção levada a cabo pelo Homem, nas mais de 350 raças caninas que hoje são reconhecidas. Talvez os lobos que deram origem a todos os nossos cães tenham sido adoptados como guardas; ou talvez tenham sido eles a adoptar os humanos, acompanhando-os em busca de alguns restos de comida. Certo é que um predador desde sempre temido e acossado
acabou por dar origem ao nosso melhor amigo.  

Foto: Taiga nature & photo

“Charcos com Vida” (15h)

Descrição/objectivos

O valor dos charcos é frequentemente desconhecido pela população em geral, mas na verdade apresentam uma importância ecológica e ambiental notável, uma vez que muitas plantas aquáticas e animais (como anfíbios, macro e micro-invertebrados) estão totalmente dependentes destes habitats para sobreviver ou reproduzir-se. Alguns estudos mostram que o conjunto de charcos de uma bacia hidrográfica pode inclusivamente albergar mais biodiversidade do que os rios e os lagos, bem como um maior número de espécies raras e ameaçadas. Os charcos, dada a sua reduzida dimensão e facilidade de construção e visitação em contexto urbano, são também importantes recursos educativos, pois permitem a realização de numerosas atividades de carácter lúdico-científico.

Local:
Sessões teóricas: Quinta Pedagógica de Braga, Caminho dos Quatro Caminhos, Real, 4700-288 Braga
Sessões práticas:  Urbanização das Andorinhas, 4700-359 Braga

Programa
29 de abril – Manhã
09h30 –Tipologias, importância e biodiversidade dos Charcos; Apresentação da Campanha Charcos com Vida; Inventariação e caracterização de charcos; Caracterização e inventário biológico de charcos;  Atividades pedagógicas de sala; Abordagens, normas e metodologias para a visita a um charco – 3h00
12h30 – Pausa para almoço

Tarde
14h00 – Atividades pedagógicas de  sala e campo – 2h00
17h00 – Observação e identificação do material biológico recolhido – 1h00

13 de maio – Manhã
09h30 – Técnicas e materiais para criação de charcos – 1 hora
10h30 – Planeamento e desenho de um charco – 1 hora
11h30 – Gestão de charcos – 1 hora
12h30 – Pausa para almoço

Tarde
14h00 – Construção e impermeabilização de um charco – 4 horas

Noite (opcional)
18h00: Pausa para jantar
20h00: Saída de campo nocturna para observação de anfíbios. A participação nesta atividade é opcional e gratuita . Recomenda-se o uso de lanterna frontal, galochas e agasalho impermeável.

Aceda aqui à Ficha de Inscrição

Concurso Jovens Cientistas 2017

Até 21 de abril, estão abertas as candidaturas para a 25ª edição do Concurso para Jovens Cientistas. Para os melhores projetos há mais de 5.000€ em prémios e a oportunidade de participarem em certames internacionais com os trabalhos das mais variadas áreas de estudo: Biologia, Ciências da Terra, Ciências do Ambiente, Ciências Médicas, Ciências Sociais, Economia, Engenharias, Física, Informática/Ciências da Computação, Matemática, Química e Bioeconomia.

A participação no 25º Concurso para Jovens Cientistas destina-se a estudantes do ensino básico, secundário ou primeiro ano do ensino superior, com idades compreendidas entre os 15 e os 20 anos. Os jovens devem apresentar um projeto científico inovador que tenha sido concluído antes da entrada no ensino superior.

Esta edição é organizada pela Fundação da Juventude, em colaboração com a Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Cientifica e Tecnológica. Este concurso tem como objetivos promover ideais de cooperação e intercâmbio entre jovens cientistas e investigadores, estimulando o aparecimento de jovens talentos nas áreas da Ciência, Tecnologia, Investigação e Inovação.

A avaliação e a seleção dos trabalhos cabe a um Júri designado pela Ciência Viva – Agência Nacional para Cultura Científica e Tecnológica, o qual integra professores e investigadores de reconhecido mérito das diferentes áreas científicas envolvidas, para além de representantes da Fundação da Juventude, da Ciência Viva e da Agência Portuguesa do Ambiente.

Promovido pela Fundação da Juventude com o apoio da Fundação EDP, Câmara Municipal do Porto, Fundação Luso-Americana de Desenvolvimento, Astrazeneca, Porto Editora, Lipor, Agência Portuguesa do Ambiente e Intel, o Concurso pretende incentivar um espírito competitivo nos jovens, através da realização de projetos científicos inovadores.

A submissão de trabalhos deve ser feita até 21 de Abril através do formulário disponível em www.fjuventude.pt/jcientistas2017, sendo divulgado durante o mês de maio, no website do concurso, os projetos selecionados que vão estar presentes na 11ª Mostra de Ciência, que irá decorrer de 1 a 3 de junho de 2017, no Centro de Congressos da Alfândega, no Porto.

Two exciting positions at Senckenberg Biodiversity and Climate Research Institute, Frankfurt, Germany

Two exciting positions at Senckenberg Biodiversity and Climate Research Institute, Frankfurt, Germany

Future impacts of climate and land-use change for global biodiversity

Please contact Dr. Christian Hof (christian.hof@senckenberg.de) in case you need any further information.

*Postdoctoral Researcher*

The successful applicant will investigate potential futures for the 
global biodiversity of vertebrates under different climate and land-use change scenarios. He/she will employ cutting-edge species distribution and macroecological diversity modelling to produce global projections of biodiversity and species vulnerability assessments. The position is part of the project “BioScen1point5”, funded by the German Federal Ministry of Education and Research.

Your profile:
– PhD degree in ecology, biogeography or a related field, preferably 
with a focus on large-scale analyses of species distributions, species 
richness, phylogenetic and/or functional diversity
– Research interests in the fields of macroecology and global change 
ecology, creativity and enthusiasm for scientific work
– Proficiency in species distribution modelling, advanced statistical 
analyses with R and in handling large databases of environmental and distribution data
– Excellent written and oral communication skills in English (knowledge of German is not mandatory, but beneficial)
– Documented ability to publish in international journals
– Ability to work in a team and under the pressure of limited time resources

*Data/IT-specialist*

The successful applicant will work on the management, processing and analyses of data to support the investigation of potential futures for the global biodiversity of vertebrates under different climate and 
land-use change scenarios. He/she will support the analyses producing global projections of biodiversity and species vulnerability 
assessments. The position is part of the project “BioScen1point5”, 
funded by the German Federal Ministry of Education and Research.

Your Profile:
– MSc degree in computer science, geography, biology, environmental 
science or another relevant field
– Strong background in managing and processing large databases, 
preferably of environmental and biodiversity data
– Strong expertise in geographic information systems (GIS)
– Interests in the fields of biodiversity research and global change 
ecology, creativity and enthusiasm
– Beneficial are the expertise in advanced statistical analyses with R
– Good communication skills
– Proficiency in English (knowledge of German is not mandatory, but 
beneficial)
– Ability to work in a team and under the pressure of limited time resources

XXIV Porto Cancer Meeting: “Liquid biopsy: bringing precision medicine closer to oncology”

The meeting will provide a great environment for discussing the latest developments in liquid biopsy as a crucial means for the implementation of Precision Medicine in Oncology.

i3S – Instituto de Investigação e Inovação em Saúde, Universidade do Porto, Porto.

11 e 12 Maio 2017 [ver mais]

 

BIODIVERSIDADE ENTRE MARÉS – PRAIAS ROCHOSAS

Objectivos:

A promoção de recursos e de competências dos professores para a idealização, concepção e dinamização de atividades experimentais no ensino da Biologia é o ponto de partida para o desenvolvimento deste programa de formação.

Cronograma
24 | 02 | 2017 (6ª) 18h | 22h
04 | 03 | 2017 (Sáb) 9h | 18h
18 | 03 | 2017 (Sáb) 9h | 18h
25 | 03 | 2017 (Sáb) 9h | 19h
01 | 04 | 2017 (Sáb) 9h | 19h

Informações mais detalhadas   

Inscrição, aceda aqui.